Ennosigaeus, Aquele que faz a Terra Tremer
Epoptes, Aquele que Vê, que Vigia
Aglaotríaina, Aquele do Tridente Brilhante
Alídoupos, Aquele que Ressoa o Mar
Eftríaina, Do Tridente Gracioso
Hippios, O Senhor dos Cavalos
Kyanokhaitis, Dos Cabelos Escuros Como o Mar
Nymphayǽtis, O Senhor das Ninfas
Pontomǽdohn, Senhor dos Mares e do Meio Céu, da Terra até a Lua
Gaieokhos , Aquele que Segura a Terra
Varýktypos, Aquele que Ressoa como Trovão
Aspheleios , O Decidido
Basileus, O Rei
Petraios , Aquele que é de Pedra
Phutalmios , Aquele que Nutre
Soter , O Salvador
Taureos , Aquele que é Semelhante aos Touros

 

Muitos nomes possui Poseidon. Senhor dos Mares, das Águas, Possuidor da Vida e da Morte.

Como as águas, ele sente a Influência da Lua, e tem suas Faces. Quem mora perto do mar, sabe: as águas ficam agitadas na lua cheia. Serenas na minguante, ainda que cheia de pequenas marolas, marotas. As águas ficam deliciosas e brandas na lua nova. E então volta a começar o agito, ainda que não com tanta força, na lua crescente. Esse é Poseidon.

 

Ele é o Soberano do Reino das Águas. As mesmas águas que são grandes portais, que nos carregam para a vida e a morte. Está presente na Chuva, na água que chega em sua casa, e até mesmo nas mais profundas águas…No Submundo e Além.

É Poseidon quem segura a Terra, e faz a passagem para Cima ou Abaixo. Todos passamos por Ele, pois assim foi decidido por Zeus, quando os Olimpianos destronaram Cronos, seu pai.

 

É comum que, quem trabalha com Poseidon, ou um dos 3 Grandes – que são Zeus, Ele e Hades  – acabe trabalhando com várias outras divindades e entidades gregas, e ainda mais antigas. Pré-Grécia. Então veremos também um pouco de Hekate, Hades, Athena… entre outros.

Quando meu Senhor entrou em minha vida, ele literalmente me deu um chacoalhão. Estremeceu tudo e começou a me mostrar coisas que eu… eu não tinha ânimo de ter iniciativa.

Ele muda com as Luas, como já disse… Mas é diferente de várias outras divindades que eu estava acostumada. Talvez por ser uma divindade masculina, a lua o afeta de forma diferente. Pense o que quiser, como já disse, não estou aqui para ditar verdades, mas para contar minhas experiências. Após um bom tempo de dedicação ao meu Senhor, percebi que:

Na lua Minguante ele está todo “garotão”. Feliz, mão aberta. Maroto. Criativo.

Na lua Negra ele parece “velho”. Uma presença fortíssima, de muita sabedoria, mas cansado.

Na lua Nova ele está mais “tranquilo”. Sereno, silencioso, observador.

Na lua Crescente ele volta a se “animar”. É como se fosse ficando disposto, empolgado, querendo botar a mão na massa. Querendo fazer acontecer, com certa impulsividade.

Na Lua Cheia… Ele toca o terror. Ele grita. Bate as ondas com força nas pedras. Está extremamente guerreiro e protetor. Ele faz tudo um pouco “exagerado”.

 

Moro no litoral. A praia é logo ali. Na lua cheia, eu  sinto o cheiro do mar ainda mais salgado. Se caminho pelas areias úmidas, sinto um gelo descomunal, como se tivesse mergulhado nua nas águas noturnas, nas mais profundas águas…

É um deus ligeiro, extremamente presente. Dá sinais  a todo tempo. É muito paciente… Mas não zombe. Não ignore. Não dê uma de desentendido. Se ele perceber que você notou e não o ouviu de propósito, ele vai ficar ainda mais no seu pé. Ele vai te atolar de trabalhos espirituais para fazer para si e para outras pessoas que ele desejar. Ele cobra o tempo todo, e é um paizão.

Não teve um dia que eu o chamei que ele não tenha vindo. Me segurado no colo e me deixado chorar meus dramas, meus medos. Fazer meus pedidos.

Não teve um dia que ele não pediu algo na mesma medida.

Quantas vezes veio , sozinho ou junto de Hekate, me mandando sonhos, para outras pessoas? Quantas vezes, do nada, sem querer, de repente… Surgia alguém perguntando dele? Ou de sua outra face, como Netuno?

 

Não faço o que Ele pede por medo de perder suas bênçãos…

Faço porque amo ser bruxa. Amo poder ouvir meus deuses.

 

Amo poder falar o que escuto… Seus murmúrios, que me chegam como ondas batendo nas rochas. Me despertando de qualquer desespero.

Como bom grego, ainda que seja ainda mais antigo que a Antiga Grécia, ele gosta do bom e do melhor. E se eu não tenho, ele faz alguém me dar. Ou simplesmente “acho” dinheiro caído por aí, na rua. Assim, “muito de repente”.

Ele gosta de libações de óleos perfumados ou vinho. De pães feitos por minhas mãos. De quando escrevo suas orações, de quando falo seu nome a qualquer pessoa. Ele gosta de bolos de mel e criações deliciosas com grãos.

Presentes como conchas, retiradas direto de seu Reino, para seu altar, são muito bem vistas. Hinos, música, ou simplesmente se entregar a Ele, apenas ouvindo o som do Mar.

Eu amo poder vivenciar todas essas coisas.

 

Fico contente se, com esses escritos, ajudar alguém em nome de Poseidon!

Sou grata por tudo que me ensina, pelo caminho que me guia!

Que assim Seja!

 

Baixe um e-book com algumas dicas de culto e a magia de Poseidon. É só clicar, baixar, compartilhar e ser feliz:

e-book “Devocional a Poseidon” por Rosea Bellator

 

Abraço!

Autor: Rosea Bellator
E-mail: oficinadasbruxas.odb@gmail.com
Youtube: Canal Oficina das Bruxas

 

Atenção: A reprodução parcial ou total deste texto é proibida e protegida pela lei do direito autoral nº 9610 de 19 de fevereiro de 1998. Proíbe a reprodução ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na internet, sem prévia consulta e aprovação do autor.