Aquela que existia antes mesmo dos Deuses
Senhora do Lugar do Início dos Tempos
Senhora da Vida
A Grandiosa da Cura
Mãe dos Deuses
A Flamejante
A Pura
O Olho de Rá
A Destruidora de Rebeliões
Aquela que é Única
A Senhora do Medo
A Vitoriosa das Batalhas
Soberana do Deserto
Aquela que Desperta
Amante do Sangue
A Sanguinária
Destruidora de Pragas
Leoa Escarlate
A Que Abre os Caminhos
Soberana dos Salões das Chamas
A Senhora de Ma’at
A Que Devora em Chamas
A Grande Serpente na Cabeça de Seu Pai
Grande Senhora da Casa da Vida
A Devoradora
A Terrível
A Deusa do Sol
Aquela cujo Mal Teme
Aquela que Castiga os Malfeitores
A Bela
A Que Revela
O Olho do Sol
A Invencível
A Poderosa!

 

Muitos nomes possui Sekhmet. Senhora da Guerra, do Fogo, da Vida, da Cura.

Aquela que é a Outra Face de Hathor. Sim, as duas são uma, cada qual em sua própria existência. Dual, completando uma a outra.

 

Apesar de seus nomes terríveis, ela é muito mais amada do que temida. Quem a cultua sabe que ela é muito justa. Não é a toa que um de seus nomes é “A Senhora de Ma’at”, que é a Encarnação da Verdade e da Justiça, o conceito de toda moral do Antigo Egito. A base de sua cultura e fé. Não é à toa que ela carrega três grandes símbolos, que são: o Ankh, que é conhecida por aqui como Cruz Ansata, que é o símbolo da Imortalidade, da Cura. Sekhmet carrega a Uraeus na coroa, seguida do Disco Solar. Respectivamente símbolos de Grande Sabedoria e Poder, Eternidade, Do Fogo Sagrado.

 

Sim, ela veio dos Céus e destruiu quase toda a Humanidade, à pedido de Rá. O Deus estava velho, cansado e inconformado com os seres humanos… Que só sabiam pedir e fazer coisas ruins. Maltratar uns aos outros. Roubar, enganar… Verdadeiros malfeitores. E num momento de fúria, ele enviou Hathor. Que se Enfureceu a tal ponto que deu origem à Sekhmet. A Deusa destruiu tudo que via em seu caminho, tal o caos que estava a situação.

 

Rá viu e se viu tomado de Terror. E se Ela destruísse TUDO?

 

Enviou mensagens aos seus sacerdotes e então criaram a famosa Cerveja Vermelha. Sekhmet foi enganada. Em vez de sangue, tomou a cerveja e ficou bêbada. Caiu no sono e, mais calma, voltou a ser Hathor. A Vaca Sagrada. A Vaca que nos Nutre com seu Leite Abundante. A Alegre e Maternal. A Senhora dos Prazeres, da Música, do Vinho.

 

É muito comum também associarem Sekhmet à Bast. Muitos o fazem por serem deusas felinas, e parecer muito mais lógico. Mas não é. Existem milhares de outras deusas e deuses felinos no Egito.  Contudo, sim, é comum também que elas trabalhem juntas. Bast cuida do lar, da Barca Sagrada de Rá, que traz o Sol. Sekhmet devora o ódio, devora o mal, pisa na mentira. Vê? São guerreiras. Hathor, a face maternal e amorosa de Sekhmet, também o é. Ambas trabalham muitas áreas, de formas diferentes de Bast. Hathor recebe e guia os mortos. Auxilia as mães. Dá bons partos e enche as mamas de leite. Sim, veremos muito sobre Hathor por aqui. É muito difícil que, quem tem cultua uma das faces da deusa, ignore a outra.

 

Sekhmet apareceu primeiro em minha vida, ela quem abriu meus caminhos, e sua energia é predominante em mim. Hathor tem seus momentos. E ambas me escutam na mesma intensidade. Apenas ensinamentos diferentes. Acredito que porque cada um de nós, humanos, temos nossas diferentes missões. Em cada existência, em cada plano, em cada dimensão.

 

Não trate Sekhmet com desdém. Ela vai te provar que não é assim que se fala com os deuses.

Não ache que ela goste ou faça você sofrer à toa. Ela é justa. será dado o que tem que ser dado. Será cobrado o que tem que ser cobrado.

Não minta. Jamais. Confesse tudo que há em seu coração, ainda que não deseje. Ela vai entender perfeitamente.

 

Não ache que Ela, assim como qualquer outra divindade, lhe deva favores ou deve fazer o que você pede.

 

Ela virá se for de coração, mesmo que tudo que você tenha for apenas uma oração.

 

E é claro que, assim como todos, existem coisas que ela gosta. E gosta muito. Como fogo. Incensos perfumados. Uma boa carne. Alecrim, canela e várias outras ervas de fogo. Um bom vinho tinto, seco. Uma boa cerveja preta, ou avermelhada. Uma música agitada, uma dança para ela. Com todo seu ser. Poesia, dita ao Sol. Naquele Sol Brilhante, quente, com o céu Azul. Artes feitas com sangue, inclusive o menstrual. Aquele mais vermelho, intenso. É um sangue poderoso. Poesias e artes entregues à Ela na chama. Uma linda vela vermelha. Cheirosa! Uma linda pulseira de ágata de fogo, de ouro, de bronze, de latão!

 

Gosta de tudo muito simples, objetivo. Não gosta de nada parado, sem uso. Não gosta de altares cheios de coisa, apenas fazendo volume. Apenas uma representação dela e seu fogo basta.

 

Sekhmet gosta de ser chamada de todo coração. Sem firula. Sem barganha.  Chamou? Então ouça. Quer aprender os caminhos Dela? Então se jogue sem medo, confiando Nela. Quer a sua poderosa proteção? Faça o que ela lhe mostra. Saiba que irá entender o Caminho da Guerra e do Amor. Ela e Hathor virão juntas, cada uma no tempo que deve ser. E uma delas será mais presente, sempre te orientando na sua missão.

 

Afinal, é para isso que os deuses estão aqui. Para guiar, ensinar. E eles ficam muito bravos quando as pessoas acham que não existem responsabilidades, apenas farra a vida toda… Sim, existe o divertimento. Hathor é Senhora dos Prazeres! E ela mesma também é uma grande iluminadora de caminhos. Percebe? Quando nós evoluímos, Eles evoluem. Todos evoluem.

 

Sekhmet jamais ferirá quem for verdadeiro.

Quem mesmo com muito ódio descontrolado, lhe disser exatamente o que pensa e deseja, ainda que não seja certo. E ela costuma recompensar demais quem confia e é grato, mesmo sem saber o que virá no amanhã.

 

Seus caminhos são árduos sim, mas cá estou.

Eu e milhares de outras pessoas.

Porque vale a pena, vale cada gota de suor.

 

Dua Sekhmet!

Amada seja A Poderosa

Reverenciada, seja, minha Mãe!

 

Em meus caminhos como Bruxa, eu te Ouço e agradeço todos os dias

Sirvo em Seu nome o melhor que eu puder oferecer

 

Que assim Seja!

 

Rosea Bellator

E-mail: oficinadasbruxas.odb@gmail.com

Youtube: Canal Oficina das Bruxas

 

Atenção: A reprodução parcial ou total deste texto é proibida e protegida pela lei do direito autoral nº 9610 de 19 de fevereiro de 1998. Proíbe a reprodução ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na internet, sem prévia consulta e aprovação do autor.

Palavras dos Leitores

 

Uma Oração, escrito por Vinícius Farias

“Sekhmet
Deusa do Sol
Do Poder Flamejante
Curadora das Doenças
Me leva avante
Senhora Destemida
Da Força Extravagante
Justiceira como ninguém
Com ela o mal não vai além
Vingativa, mas do bem
Essa Deusa, me mantém.
Temida. Porém, venerada.
Mensageira da Morte, é adorada.
Ave, Sekhmet, Portadora do Fogo Exuberante!”